sábado, outubro 18

O Pau a Cenoura e o Asno


O Senhor Pinócrates com um sorriso de fazer inveja a qualquer anúncio de pasta de dentes, diz e desdiz no que diz respeito a impostos, que riqueza se criou neste país para reduzir o défice? Este governo PS fez história com a desgraça da classe média, obrigando-a a pagar impostos de maneira desproporcional. Pinócrates está agora muito preocupado em ajudar as famílias, primeiro cortou nas reformas já por si miseráveis, enquanto aumentava de forma brutal as reformas milionárias,(Uma das Ceo da EDP vai receber 1,1 milhão de euros por um ano de trabalho) agora vem com este discurso da treta, naturalmente pensa, e se calhar tem razão, que o povo é burro, não há dúvida que o Pinócrates é um verdadeiro batoteiro, baralha, parte e dá, aposto que tem 5 ases. O nosso inefável Sr. Sócrates diz que Orçamento 2009 é para ajudar as famílias e pequenas empresas, (o nariz cresceu-lhe mais um centímetro) é um brincalhão!.. Ajudar as famílias de quem? Dos políticos e seus Boys, lembram-se do filme 'O Padrinho'? Ele também ajudava a família, pois então deviam ser abrangidos por essa lei milagrosa os merceeiros e padeiros para que as famílias de fracos recursos recorram ao fiado e assim ficam assegurados os créditos mal parados (listas de fiados), aposto que já está muito gravatinha Chico esperto a afiar as unhas para fazer a poda aos 20 mil milhões, é uma questão de tempo, a inocente banca estourou com o dinheiro e agora o povo paga! O venerável 1° ministro usa a estratégia do pau e da cenoura, e o burro do povo trota atrás do legume e nunca o apanha, com as eleições à porta vai dourar a cenoura e o povo nunca lhe porá os dentes encima. Porque será que eu não acredito no Pinócrates?!


Latin da história: Vasa vacua sunt bene sonantia......

Até á próxima.........


(as foto-montagens do Joaquim Mendes não são usadas neste blog com sentido depreciativo e o nome Bode Ranhoso é do autor deste blog,peço-vos que não o associem ao Sr Joaquim Mendes pois tenho o maior respeito por ele, sobre as fotomontagens não estão relacionadas com os artigos, são só devaneios do autor)

2 comentários:

  1. Existem dois tipos de bancos; os que anunciam ostentosamente os seus lucros que conseguiram e aqueles que em situações de crise, necessitam que o Estado intervenha com garantias. Ou serão os mesmos?

    ResponderEliminar
  2. Matias - Faronovembro 08, 2008

    O que parece que vai ser caricato nesta situação é que os Bancos, para equilibrarem as suas contas, vão fazê-lo à custa do dinheiro de todos nós e depois vão continuar a "explorar" quem lhes empresta o dinheiro. Mesmo que venham a pagar juros pela garantia do estado, certamente que vão ser inferiores às que cobram aos seus clientes. Logo irão ser os seus clientes que vão pagar o valor dessas garantias...

    ResponderEliminar

Deixe aqui a sua marrada.
O Bode Ranhoso agradece a sua Chifrada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...