quinta-feira, maio 21

Deixai vir a mim as criancinhas


Deixai vir a mim as criancinhas... O mais escabroso é os dirigentes católicos dignarem-se a abrir a boca com desculpas, Escumalha. Quando é que formam uma comissão de inquérito sobre as instituições totais geridas por religiosos em Portugal? É muito triste o papa, o Vaticano e a maioria dos padres falar contra o aborto, o preservativo e a homossexualidade, no alto da sua sobranceria, quando acontece a pedofilia no seio da igreja católica, e isto num país tão fervoroso quanto à religião católica, como a Irlanda. É a demagogia no seu melhor, praticada na maior parte dos países católicos... O sexo é uma necessidade básica, tal como comer, dormir, defecar, urinar, etc. Está na base da pirâmide das necessidades humanas. Tentar viver sem sexo é viver uma meia-vida. Achar que se está mais próximo de Deus por abdicar da sexualidade é estupidez, é contranatura Todos aqueles que abdicam da sexualidade em nome de uma "vocação" estão doentes. A igreja católica é um foco de doença mental há muitos séculos. O luxo, a pompa, a riqueza da Igreja cristã, neste caso, da Católica (a ortodoxa também),as suas monumentais Catedrais e Conventos, assim como a Corte Pontifícia, semelhantes às Cortes dos Reis e Imperadores, são uma afronta à pobreza e humildade que eles atribuem a Cristo. As procissões, os Rituais, as vestes luxuosas, o cerimonial, os gestos teatrais dos Pregadores, são para impressionar o Povo que gosta de espectáculos, e tudo isto aliena. Este catolicismo hipócrita não nos serve. Se fosse eu a decidir forrava o teto da capela sistina com as 2575 páginas do relatório, bando de hipócritas!

Latin da história: Res modo formosae foris, intus erunt maculosae...

Até á próxima.........

5 comentários:

  1. camané, Lisboamaio 22, 2009

    o papa vai comentar...tenham calma...se ele fala sobre tudo...preservativos, novas tecnologias.... se ainda é possivel comentar alguma coisa a esta igreja corrupta e hedionda

    ResponderEliminar
  2. Antero de Malhufemaio 22, 2009

    Só se atribui a 'deus' as boas acções, a alegria e a fortuna.
    Mas quando há catástrofe ,miséria fome ou ódia, estes cristaozinhos lavam daí as mãos.
    Inventaram um fantasma para justificar unica e simplesmente o bem.
    Assim é fácil... Cambada de bichas.

    ResponderEliminar
  3. boas, bode ranhoso!
    falar da igreja ou do vaticano e falar de uns imperadores que comquistaram o mundo e sao senhores e donos do mesmo.
    usam uma crença da humanidade para proveito próprio e não é de agora que o fazem, ja vêm de a muito.
    regem as leis como bem lhes apetece
    mas o pior disto tudo é que o crente alinha sempre nas mentiras deles. cria-se mais uns santos e temos o povo feliz.
    mais uma visita do papa a africa e parece que a fome em e africa nem sequer existe.
    mais uns acenos e até enchem barigas de crianças esqueletas a morrer a fome.
    é triste mas é o mundo onde vivemos e que "nós" criamos não deitem a culpa a "Deus" quando os verdadeiros culpados são os "Homens".
    Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna” João 6:47


    cumprimentos
    alex martins

    ResponderEliminar
  4. Jesus (Yaohushua) não delegou a sua Igreja Imaculada (Ef.5,27) a Pedro.
    Os que pretendem afirmar-se como sucessores de Pedro é que dizem isso, como que puxando a brasa à sua sardinha, para dominarem os outros.

    YaohuShua começou, sim, a construir a sua Igreja com «pedras» semelhantes a «Pedro»
    « sobre esta pedra »

    Assim como você precisa das chaves da sua casa para entrar nela, também «Pedro» e todos os outros precisam de chaves para entrar na Igreja de Cristo.

    Não compete sequer a Cristo escolher os membros da sua Igreja nem determinar os lugares destinados a cada membro, mas sim ao Pai (Mateus 20,21-23 . Continue a ler a partir do verso 23 .

    Quando as igrejas começam a lutar por uma supremacia, querendo mandar uns nos outros é o que acontece: INDIGNAÇÃO.

    Veja o caso de Diotrofes (1 João 9-12)


    Os Apóstolos não deixaram sucessores. Apenas Judas. O sucessor de Judas foi Matias (Actos 1). Para ser nomeado Apóstolo era necessário ter acompanhado Cristo desde o seu baptismo até a sua subida ao céu.

    Quanto aos bispos. No princípio, não havia bispos diocesanos em que um manda em muitas paróquias e tem os "padres" como seus subordinados. No princípio havia Igrejas locais tendo cada uma vários bispos (episcopos = presbíteros). Faziam parte do corpo que superintendia a congregação. Por isso não sucediam uns aos outros, mas o número de bispos em cada congregação (igreja local) aumentava ou diminuía, consoante as contingências. Quando era nomeado (ou chegava) mais um era apenas mais um que se juntava aos já existentes nessa igreja local. Quando um partia o número apenas diminuía.

    As coisas mudaram muito ao longo dos tempos e corromperam-se.

    Em vez de seguirem as recomendações do Mestre «se quiseres ser o primeiro faz-te o servo de TODOS» (Mateus 23,11)

    Leia todo o cap 23 de Mateus.

    ResponderEliminar
  5. cada VEZ ALDEIA DO SOL GIAO ESTA PIOR ......PORRA QUIM MENDES NAO PERTENCE CA A GIAO...

    ResponderEliminar

Deixe aqui a sua marrada.
O Bode Ranhoso agradece a sua Chifrada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...