quinta-feira, janeiro 6

Um par de Purdeys



Pois é! Pelos visto o trabalho de casa não foi mais uma vez devidamente feito. 
É por demais evidente o vazio de argumentos e a falta de capacidade do candidato Alegre para analisar quer que seja com alguma profundidade.
Alegre é a personificação do típico sabichão nacional que fala de tudo mas não diz nada.
Trata-se efectivamente de um parasita  d'Abril, especialista em nada mas com muita vontade em destruir a já pobre e despida pátria.
Sabe o Sr. poeta que muitos populares foram depositar as suas economias no Banco, influenciados pelo seu texto? Por acaso já escreveu textos para o HOMO, ou para o “Sanitex”?
Este caso estava guardado a sete chaves, mas ainda bem que Teresa Caeiro conseguiu abrir o baú "
O Miguel Abrantes cão de fila do PS e deste governo dizia na altura num blogue seu:

"Pois é, de Manuel Alegre seria de esperar tudo - menos isto. Cantar Che Guevara em poesia, desancar o PS, caçar perdizes ou coelhos em ambiente bucólico, declamar com voz grave Os Lusíadas, etc., etc., etc., é habitual e ninguém se surpreende. Mas, no meio de tudo isto, Manuel Alegre ainda ter tempo para nos alertar para os perigos de salvar bancos, quando por 'um par de Purdeys' (as Roll-Royce das espingardas) andou a cantar loas ao banco de João Rendeiro, mostra um amor desmesurado pela caça - e uma profunda convicção de que em política não há memória." 

Um candidato com menos carácter exploraria, era a deserção e a traição à Pátria de Alegre em Angola, mas Cavaco nunca o faria, pelo menos eu espero que nunca faça. É essa a pequena diferença entre carácter e mau carácter!
Eu também gostaria que o Alegre poeta me explique isto:
O cheque devolvido era de que Banco? 
Qual o valor? 
Se for do BPP, será que o valor não seria superior ao lucro anual?
Afinal quanto recebe de reforma pelos 3 meses que trabalhou na RDP?
Porque não o entregou a uma instituição que pratique a caridade, como por exemplo o PS? ;))



8 comentários:

  1. Para além da situação vergonhosa em que se colocou, o pior para o poeta é mesmo o texto!!! Vejam a transcrição total do texto que fiz: http://ecotretas.blogspot.com/2011/01/purdeys-da-treta.html

    Ecotretas

    ResponderEliminar
  2. Se não lesse artigos como este acho que a campanha seria um tédio.
    Mas acho que é preciso pegar num megafone e largar no ar estas perguntas.
    Que as mãos não te doam e a voz não te falhe.

    ResponderEliminar
  3. Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes posts bem feitos, quase que desenhados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. O meu dilema agora é cozinhar… A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
    Cumprimentos a todos!

    http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. O Bode esteve certeiro e mais uma vez, foi ao funda da questão...
    É que estamos todos fartos que Políticos disfarçados de falsos Poetas e Moralistas, nos atirem areia para a cara...
    Texto Brilhante, Carlos!

    ResponderEliminar
  5. Agora sobrou uma batata quente para Alegre ao lado da qual DO passou completamente ao lado. É que se a compra e recompra das acções de Cavaco possa ser eventualmente moralmente questionável, não é ilegal. O que Alegre fez, embora aparentemente pareça muito menos grave, é! E por isso poderia até ter perdido o seu mandato de deputado. Além disso se se pode acreditar que Cavaco mentiu, que Alegre mentiu temos a certeza!

    ResponderEliminar
  6. Antonio Rapozojaneiro 11, 2011

    Até as espingardas “Purdeys” sabem, que Alegre fuzila mortalmente a verdade quando diz desconhecer que o texto era publicidade ao BPP, além de estar impedido de o fazer pela sua condição de deputado.

    ResponderEliminar
  7. perspectivajaneiro 11, 2011

    Cavaco, pelo que ficámos a saber ontem – e pelas repostas notícias do expresso em 2009 – pelos dados da auditoria sobre os valores praticados em 2001/2/3/4, em que se constata que no ano e mês que Cavaco vendeu a 2,40 euros, houve vendas a 2,61. Em 2004 foram transaccionadas a mais de 2,80.
    Conclui-se que há razões para atacar Cavaco, mas pelo facto de ter sido burro. Pois podia ter ganho “mais algum”; o que desprestigia um economista “batidão”.

    ResponderEliminar
  8. Maria Nevesjaneiro 28, 2011

    A candidatura de M. Alegre era uma contradição. Caso fosse eleito como era? Apoiava as politicas restritivas do Governo PS ou a oposição do BE?
    Além disso trata-se de um Sr. tipo feudal...com aquelas ideias utópicas de esquerda em que ninguém já acredita.
    Também não gosto de pessoas que abatem animais por puro prazer.
    è tempo deste pateta ir dar brilho às Purdey, perdão cágado!

    ResponderEliminar

Deixe aqui a sua marrada.
O Bode Ranhoso agradece a sua Chifrada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...