quarta-feira, janeiro 9

Fala muito mas faz pouco


Desde a subida de Sócrates ao poder, a economia portuguesa perdeu, em termos líquidos, 19 274 empregos. Estes resultados constam de um artigo publicado no Boletim Económico do Banco de Portugal, ontem divulgado, da autoria de dois investigadores do Gabinete de Estudos do banco liderado por Vítor Constâncio e de um responsável do Gabinete de Planeamento do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, e tendo por base de trabalho o universo da Base de Dados do Registo de Remunerações da Segurança Social (BDRSS), o estudo intitulado “A criação e destruição de emprego em Portugal” mostra que, no período compreendido entre Março de 2001 e Março de 2007 as empresas criaram 3.704.081 novos empregos, destruindo, no mesmo período, 3.660.003 novos postos de trabalho.
Mais uma vez as aldrabices do Sr. "Eng.º" foram postas a nu, mas mesmo assim os números referidos pecam por defeito.
Seria também importante que os empregos "criados" fossem esclarecidos por sector.
Quantos aos "perdidos" parece-me em primeira análise que estão aquém da realidade, digam por exemplo quantos portugueses saíram para o estrangeiro trabalhar, não nos podemos esquecer que o Banco de Portugal está controlado pelos socialistas, então é certo que a realidade é bem pior, não podemos acreditar nos dados fornecidos por eles, eu não acredito.
O 1° Ministro faz-me lembrar o ministro de Saddam que dizia, estamos a sufocar os americanos e era tudo mentira, é só contra-informação.
Força José Sócrates, continua assim que vais bem, tudo graças ao maravilhoso curso de engenharia que tirou na Independente.


Latin da história: Raro meliora subsecutura.....



Até á próxima.........



(as foto-montagens do Joaquim Mendes não são usadas neste blog com sentido depreciativo e o nome Bode Ranhoso é do autor deste blog,peço-vos que não o associem ao Sr Joaquim Mendes pois tenho o maior respeito por ele, sobre as fotomontagens não estão relacionadas com os artigos, são só devaneios do Autor)

11 comentários:

  1. Estou bastante revoltado com este governo. Fui enganado. José Socrates enganou-me. Estão a destruir Portugal. A nossa economia não aguenta este capitalismo selvagem. Onde convem existir maior desemprego para existir uma maior oferta, logo precaridade e maior instabilidade. Amigos, sinto-me muito revoltado com toda esta situação.

    ResponderEliminar
  2. Está provado,para quem ainda tenha dúvidas,de que este País,só irá para a frente,quando falar oficialmente, CASTELLANO.Até lá,temos ISTO.

    ResponderEliminar
  3. José Fontesjaneiro 09, 2008

    Como os parolos já assumiram que têm de optar entre o PS e o PSD, não vai acontecer nada. Haja futebol para entreter os parolos e a taxa de desemprego pode chegar aos 50%.

    ResponderEliminar
  4. João - Souseljaneiro 09, 2008

    Antes da Abrilada só os vadios não tinham emprego; quiseram mudança agora aguentem.

    ResponderEliminar
  5. Fernando Cardosojaneiro 09, 2008

    Estou desconfiado que quando prometeu 150.000 postos de trabalho,queria dizer que ia arranjar era mais 150.000 desempregados.

    ResponderEliminar
  6. Pois se todas as Estatísticas (do governo) dizem o contrário e Sócrates até fala que a economia está a criar mais empregos...(risos) afinal andamos a ser enganados (mais risos).

    ResponderEliminar
  7. Estão a contar com os milhares que fugiram para o estrangeiro???

    EH Eh acho que não

    ResponderEliminar
  8. Fiquei 1 ano a procura de emprego no meu pais Portugal nao tive alternativa se n de emigrar e arranjei emprego 1 semana. Como eu ha milhares de jovens com cursos tecnicos onde nos foram prometidos 150.000 empregos e evoluçao na area tecnologica. Sao pessoas como estas que estao agora no poder q destroem um pais e seculos de Historia.

    ResponderEliminar
  9. Paulo Ramalhojaneiro 09, 2008

    O problema deste país é que muita gente refila, mas nada faz. Por isso o país está como está e fazem de nós palhaços. O problema também, é que muita gente que protesta contra este governo, vai logo a correr votar nos mesmos nas próximas eleições. É o problema Português: memória curta. Ninguém devia comparecer em eleições!

    ResponderEliminar
  10. Fernandes Almeidajaneiro 09, 2008

    O mentiroso é uma pessoa que tem esse vício de ordem genética. Quem mente uma vez..duas...três, mente toda a vida. Inclusivamente há mentirosos compulsivos. Este governo faz dos cidadãos uns autênticos pacóvios, desde há dois anos que nos mentem constantemente. Punam-se os pacóvios dos politicos. Façam greve às eleições: simples.

    ResponderEliminar
  11. Com este governo Portugal tornou-se um país melhor para corruptos, pedófilos e crime organizado, mas como nem tudo são rosas, perdeu empregos, perdeu indispensáveis serviços de saúde, a justiça chega a ser revoltante, a economia uma desgraça, e perdeu-se também liberdade para ter opiniões divergentes deste bando que nos governa.

    ResponderEliminar

Deixe aqui a sua marrada.
O Bode Ranhoso agradece a sua Chifrada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...